domingo, 1 de fevereiro de 2015

Leila Silveira - As borboletas não param de voar

As borboletas não param de voar
Leila  Silveira
https://www.facebook.com/leiladosul
https://plus.google.com/106936907262086965758/posts




Os dias tem passos curtos
e cores nas entrelinhas,
nenhum farol indica o rumo.

Abrem se as portas os braços
os sorrisos as crenças.

Cada novo amanhecer
todas promessas estão de pé,
pendurados nos cabides
os sonhos esperam ser vestidos.

O pão tem gosto de esperança
e a coragem vem quente
na xícara de florzinhas.



2 comentários:

Leila Silveira disse...

Que bela surpresa!!!!! :-D

Jairo Ramos Toffanetto disse...

Que belo poema, Leila