terça-feira, 31 de março de 2015

Do campanário todas as estrelas se juntariam ao sol (Reedição)

REEDIÇÃO de

QUARTA-FEIRA, 22 DE AGOSTO DE 2012


Do campanário todas as estrelas se juntariam ao sol


Subi as escadas do terraço vendo o céu estrelado,  risonho. As estrelas mais brilhantes, o fundo mais negro, e a barra clara a escapar indelevelmente da pálpebra do dia. Algumas nuvens aonde o sol nasceria prometia formas e cores auroreais àquela manhã em despertar. A beleza do céu risonho adjacenciando-nos em luz, da luz as cores, a vida, a suave brisa. Todas as estrelas a se juntar ao primeiro raio de sol. 

Nenhum pássaro piava e meu coração cantava, vibrava, embalava-me em emoção. Num instantâneo um cometa riscou o céu com luz. Uma estrela caída a horizonte leste se levantaria.

Um pássaro cantou. Chamou meu olhar ao portal matutino. Outro e outro e outro pássaro cantavam beijando o nascimento do dia. O sino da igreja badalou seis vezes. Eu estava no terraço, no sacrário, no campanário, no horizonte leste. Estava em parto no altar da nave Mãe-Terra.

Uma locomotiva soou seu apito no pátio de manobras da ferrovia. Um ônibus pesado vinha do oeste às minhas costas. Luzes internas estavam acesas. Campo Limpo. Haviam poucas pessoas. Estavam chegando das estrelas, indo ao horizonte leste, prontinhos para abraçar o dia. Tomei um gole de ar e fui com eles até o sol levante. Oh, o arrebol. Depois desci do terraço e, após o café, fui fazer a barba. Cadê-a-minha-colônia? A Estrela Sol na face nua, fresquinha. Mais uma vez cerrei as pálpebras com o sol a dois dedos acima da linha do horizonte. Com ele desci o terraço. Mais tarde, em claridade vesperal, deixei-o a horizonte oeste.  

JRToffanetto
 
Às 06:17 h de hoje
 
Às 06:26 h de hoje
 

Roda de Choro de Bologna - "Receita de Samba (Jacob do Bandolim)"





Barbara Piperno flauto traverso
Michele Corcella bandolim
Rocco Casino Papia chitarra 7 corde
Marco Zanotti pandeiro

Jacob do Bandolim - Receita de Samba (Chorinho)



Samba Choro

video
Receita de Samba (1967) é de Jacob do Bandolim


segunda-feira, 30 de março de 2015

"Culpa da Dilma" diz o povo brasileiro. A Rede Globo...

Imagens da Internet

Toda noite a poderosa Rede Globo toma banho do Jornal da TV Cultura/SP, olé.

"O que está acontecendo na Petrobrás é o maior roubo da história da humanidade" , disse o historiador Marco Antonio Villa da TV Cultura . Deu-nos, pois, a dimensão do escândalo da Petrobrás que a Dilma presidiu (protegida do governo Lula) o conselho da administração. E pra quê esta roubalheira? Pra manter o PT no poder? E pra onde mais? E porque a Dilma não pode ser arrolada na CPI e também o Lula?

Não pega mais as entradas de "bom-mocismo" do globalizado William Bonner. Não dá mais para o Brasil de hoje ser visto pela cara do (digamos, eufemizado) politicamente correto Bonner. Aliás, só quando o IBOPE apontou a audiência da globo lá embaixo que fizeram umas caras feias pra Dilma.



Hoje mesmo eu estava num grande supermercado da cidade e na minha frente seguia um carrinho de compras empurrado por um casal de gente simples.
- Olha só pra onde foi o preço disto aqui? Disse a mulher exclamando pro marido o preço de um saquinho de batata palha. O marido lhe respondeu:
- Culpa da Dilma. Seguiu-se um palavrão.

O William
JRToffanetto

Jacob do Bandolim - Assanhado (chorinho - 1961)


video


"No Quarter" - Led Zeppelin


video


Valdir Azevedo _ Carioquinha / JRToffanetto _Ah Manhã eu Canto (poema)

Acordar às cinco da manhã com “Carioquinha” De Waldir Azevedo, 
é acordar no ninho do passarinho

Ah...Manhã Eu Canto
Manhã  Manhã  Manhã
Eu Sou Alvorecer  Ser Ser
Canto  Esclarecer Ser Ser
Oh Noite Escura a perecer
(JRToffanetto)

video

FotoJRT 30.03.2015 05:54h

domingo, 29 de março de 2015

Jethro Tull "Sweet Dream"



video


The Who - Young Man Blues



video


Só 1/2 dúzia de charges com a Dilma


Os brasileiros estão estarrecidos.
Dilma, Lulla e PT vieram para acabar com o Brasil de vez.









Lá Vem O Brasil Descendo A Ladeira


SEGUNDA-FEIRA, 31 DE MARÇO DE 2014


Baby Consuelo - Lá Vem O Brasil Descendo A Ladeira (40 anos da Revolução de 64)


40 anos do Golpe Militar - chamado de Revolução de 1964. Penso que se o presidente militar Castelo Branco tivesse, como ele queria,  devolvido a democracia ao país, hoje ainda teríamos idealistas e menos ratos roendo a nação por baixo do pano da bandeira nacional.



Composição: Moraes Moreira / Pepeu Gomes

Pedacinhos do Céu - Waldir Azevedo




video


Brasileirinho (Crônica de uma época)




video

Tenho uma história do meu pai para contar. Eu deveria ter uns quatro anos de idade. A televisão emplacava na rua da minha casa. O Sr. Orlando a tinha como mais um eletrodoméstico entre as novidades da época, e não passava disto. O que ele mais gostava era de música, e isso o fez comprar uma radio vitrola linda. Estávamos na década de cinquenta.

Depois da missa de todo santo domingo, ele passava em uma antiga charutaria em frente da  Igreja da Vila Arens. De lá ele voltava pra casa com um pacote de frágeis discos de carnaúba em 78 rpm. Na parte da tarde a nossa sala de visitas ficava lotada de gente para ouvir música. Adultos e crianças iam chegando e entrando. Sempre tinha alguém na porta dizendo:
- Com licença seu Orlando.

As crianças iam vestidas com primor. Lembro-me das meninas com saias rodadas e meias três quartos sobre os sapatos. O tradicional café com bolo caipira era religiosamente servido. As bolachas champanhe era a grande sensação entre a garotada.

Em uma daquelas tardes encantadoras onde o tempo escorria mais que devagar, ouvi meu pai dizendo que o disco que ele colocaria a seguir era um compositor muito conhecido. Ele toca cavaquinho.
- Já sei que música é, Sr. Orlando. É “Brasileirinho”.
A música fora composta em 1947 e era o maior sucesso da história do chôro, mais até que Tico-Tico no Fubá de Zequinha de Abreu.

- Certo, respondeu o meu pai. Ele seguiu contando que o Waldir Azevedo estava sem um jogo de cordas para o seu cavaquinho e nele só havia a primeira delas de baixo para cima. Foi assim que ele, em uma única corda criou “Brasileirinho”.

Embora aquelas tarde musicais se transformassem em encontro social e de prolongadas conversas entre os adultos, fez-se silêncio para ouvir aquela música, e eu me orgulhei do meu pai, pois senti que ele contara a história para ouvir a música do jeito que ele gostava, em silêncio. Quando a radiovitrola parou de tocar, ninguém ousou falar nada. Todos estavam tomados pelo “Brasileirinho”.
- Põe de novo, Sr Orlando.

JRToffametto


sábado, 28 de março de 2015

Waldir Azevedo - Vê se gostas (choro - 1950)


video
"Vê se gostas" é de Wladir de Azevedo
Waldir Azevedo foi um pioneiro que retirou o cavaquinho de seu papel de mero acompanhante no choro e o colocou em destaque como instrumento de solo, explorando de forma inédita as potencialidades do instrumento.


Janis Joplin - Piece Of My Heart - Ball and Chain

Piece Of My Heart (Live In Germany) - 1968



Piece Of My Heart (Live In Germany) - 1968
video

Ball and Chain (sensational performance at Monterey)
video

Benedito Lacerda - Meu sabiá (1938)




https://www.youtube.com/watch?v=vZbdu5ws1BM
video

Composição de Raul Silva.
Arte visual - Chorinho com Armstrong (Miguel Coelho).



Copinha - Amolador (chorinho - 1977)


video


Encontro marcado

FotoJRToffanetto




Em um determinado local para aonde diariamente vou, tenho me deparado com certa espécime de borboleta (foto acima) voando no entorno. Considerando que elas voam grandes distâncias em busca do seu par, talvez por ali sigam algum rastro no ar.

A nível de significado pessoal, não o encontro nos fatos cotidianos ou algum sincronismo entre estes, a não ser de que eu, conforme procurei certificar-me, em nada pensava. Certamente não as vejo se estou com a mente ocupada. O mais plausível, creio eu, é o do encontro em si mesmo.

Mais além, ei de descobrir o segredo, e isto porque não me satisfazem perguntas (como, porque, aonde, quando?). Uma experência individual, é tudo que sei. Sei também que nisto existe um segredo. Contá-lo significa o fim do encanto e, neste caso, eu não estarei aqui para contá-lo.









JRToffanetto

sexta-feira, 27 de março de 2015

Amplidão (Crônica sobre um passeio ciclístico)

Passeio ciclístico entre as cidades de Souzas e Joaquim Egídio (09.11.2013)



Amigos não precisam dizer nada um para outro. Bastam estarem juntos, andarem juntos, pedalarem juntos. A amizade por um princípio maior os une e, assim, seguem pela estradinha de terra. Uma sombra nos convida sentar sob uma árvore secular. Outros descem da bicicleta e vão empurrando-a sob sombras amenas. Gosto de ar da mata. Um passarinho canta no silêncio extraordinário, Canto uníssono. Vibram as cordas do coração. Nas asas das borboletas as cores da emoção  A dimensão da natureza chama-se harmonia.

Fiquei olhando um boi no pasto. Ele veio me ver junto à cerca. Seu olhar manso... Olhavamo-nos com o sentir. O tempo parou. Ainda hoje, carrego-o comigo, Tão leve ele é... Enfim, ficamos sabendo que em Joaquim Egídio havia uma cachoeira, mas já estávamos sob uma. Uma cachoeira de tão gratas e ternas emoções. Estávamos em outra dimensão, a da Presença Infinita. (JRToffanetto)

Imagens deste passeio ciclístico:

quinta-feira, 26 de março de 2015

Alessandro Penezzi "Magoado (Dilermando)" na Contemporânea 19.07.2014


Composição de Dilermando Reis

Dilermando Reis (1916-1977)

Marco e Antonela "Ao mestre (Alessandro Penezzi)"


http://www.antonelalucia.com/portrait_f.html

video
Marco Ruviaro e Antonela Lúcia


"Originalmente composto em Fá maior, com a segunda parte em Mi menor. Porém, para adaptá-la à voz da Antonela, nós o tocamos em Si bemol e Sol menor."

Waldir Azevedo - Carioquinha


Às cinco da manhã ao som do cavaquinho
 de Waldir Azevedo em "Carioquinha"
 é acordar no ninho do passarinho


Ah...manhã 
Manhã Manhã Manhã...
Sou Alvorecer Ser Ser...
Sou Canto Esclarecer Ser
   noite escura a perecer 

JRToffanetto


video



quarta-feira, 25 de março de 2015

Di Cavalcanti (11 telas de pintura)

Pintor, modernista, desenhista, ilustrador, 
caricaturista e muralista brasileiro


Mulheres Facetadas
As baianas

Mulheres

Mulata

Mulheres de Guaratinguetá

Retrato de Ivette

Colonas

A mulher do Caminhão

Carnaval

Di Cavalcanti (1897-1976) Rio de Janeiro

Mulata na Rua Vermelha

Cena de Rua

Cena Sagrada

FotoJRToffanetto
09.11.2013 em Souzas/SP

Cena Sagrada

O Sal da Terra Trailer Oficial Legendado (2015)

EM TEMPO:


- Indicado ao Oscar 2015 de Melhor Documentário

- Vencedor do Prêmio Especial na mostra Um Certain Regard no Festival de Cannes 2014

- Prêmio de Melhor Filme eleito pelo público – Festival de San Sebastian 2014

Nos últimos 40 anos, o fotógrafo Sebastião Salgado tem viajado através dos continentes, aos passos de uma humanidade sempre em mutação. Ele testemunhou alguns dos principais eventos da nossa história recente; conflitos internacionais, a fome e o êxodo. Ele agora embarca na descoberta de territórios imaculados, da flora e da fauna selvagem e de paisagens grandiosas como parte de um enorme projeto fotográfico. Uma homenagem à beleza do planeta.
Vida e obra de Sebastião Salgado são reveladas a nós por seu filho, Juliano, e pelo renomado diretor Wim Wenders.



Lançamento: 12 de março de 2015
Dirigido por: Wim Wenders, Juliano Ribeiro Salgado
Com: Sebastião Salgado, Wim Wenders, Juliano Ribeiro Salgado
Gênero: Documentário , Biografia
Nacionalidade: Brasil , França
Título original: The Salt of the Earth

Abel Ferreira "Cochichando (Pixinguinha)" e "André De Sapato Novo (André Victor Correia)"








terça-feira, 24 de março de 2015

Abel Ferreira- Arthur Moreira Lima - Época de Ouro - Chorando Baixinho - Sai da Frente





Klaus Nigge Fotografia













Klaus Nigge é um fotojornalista da vida selvagem. Depois de estudar filosofia e arte e ganhar uma licenciatura em biologia, ele trabalhava como biólogo antes de se tornar um fotógrafo profissional em 1995. Atualmente, ele trabalha principalmente para a National Geographic e GEO... Por mais que ele goste de viajar para lugares remotos, sempre preza voltar para sentir-se em sua casa e seu jardim em Luenen, Alemanha.

Klaus Nigge photography