sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Haicai #551 Dimensão


Haicai  #551 
Dimensão -

Ao abraçá-la ouço
trovejar do último eco
tamanho balouço
JRToffanetto

Golden Dawn Suite - Al Di Meola wtih Jaco Pastorius and Alphonse Mouzon



Na desoladora lista de de músicos que morreram neste 2016, aumentou mais um com o lendário baterista de jazz fusion Alphonse Mouzon (68)

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

A Sombra do IPÊ AMARELO




Coloridas e vibrantes flores do Ipê Amarelo na Terra do Sol podem ser varridas do asfalto em frente das casas,
menos a sombra da árvore que a gerou, tomando conta da rua para contar dessas histórias da humanidade folhetinesca. (JRToffanetto)


segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Grupo Medusa - Ponto de Fusão



Amilson Godoy - teclados
Heraldo do Monte - guitarra
Cláudio Bertrami - baixo
Chico Medori - bateria

Fotografia Shirlei Sabbag - Poema JRToffanetto


Fotopoema de Shirlei Sabbag 
em 2015 nos arredores da Cidade de Paulínia/SP,
gentilmente cedidas para esta postagem

A Presença Infinita
na frente de tudo,
por trás de tudo,
dentro de tudo,
em cada um de nós,
ou apesar de nós
(JRToffanetto)

domingo, 25 de dezembro de 2016

Hélio Delmiro - Waltzin

Composição do saxofonista
Victor Assis Brasil


Etta Jones - I'm Through with Love




Poema de Yuri (Ulrych) N. Toffanetto _Ascese


Peixinhos suicidas nadam sarjetas,
pulam gatos, muros e passarinhos
Sobem escadas, navegam aquários,
flutuam nas gotas divinas da chuva
 (Yuri Ulrych)

Comentário: (Creio que o poema deve explicação para que, entendendo-o, sintam-no)

Êta peixinhos cheios de Vida!!! Ascese. Tudo a ganhar, nada a perder da origem, antônima ao modo comum. Belo e preciso. Os abaixo da superfície, sem capacidade de se moverem de si mesmos, seguem mortos, transportados pela correnteza.  Afinal, quem são os suicidas? Os que " flutuam nas gotas divinas da chuva"(?)(JRToffanetto)

Obs.: Passado da meia-noite, depois do foguetório na cidade anunciando a chegada do Natal, vi o Yuri declamando o poema no sofá. Testava fluência, ritmo. Encontro esta quadra decassilábica pela manhã como um presente. Todo poema é um presente dado, compartilhado. 

JRtoffanetto

LEVA EU SODADE - NILO AMARO E SEUS CANTORES DE ÉBANO

O Brasil lindo e puro. A beleza da melancolia.


sábado, 24 de dezembro de 2016

"My Prayer" The Platters



Natal - A perfeição que nos acende a chama



Ao desejarmos "Um Feliz Natal" cumprimentamos o Menino Jesus que mais uma vez aniversaria, renasce no coração do outro. (JRT)

Dave Liebman; Richie Beirach - Forgotten Fantasy

Fantasia Esquecida

Wishbone Ash - Warrior (Guerreiro)

Estou saindo em busca de algo novo,
Cem anos ao sol
não tem me eninado tudo que preciso saber.
No vale, vamos nos reunir lá,
Indefesos em nossa rendição,
Amanhã nosso arado se tornará espada.
Faça-nos mais fortes em nosso perigo

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Mood Indigo - Louis Armstrong & Duke Ellington

Costumo associar certas musicas e canções  a dias da semana ou a certas horas do dia, p.ex., domingo de manhã tem a cara de "chorinho". Hard Bop ao fim da tarde, entrada da noitinha e até o Be Bop do meio da noite e altas horas. Mas algumas tem todo a atmosfera de Natal, como canções dos Beatle, outras do Rolling Stones em sua primeira fase, e assim por diante. Creio que já esteja nesta atmosfera, nesta época do ano em que se comemora o Aniversariante Maior. "Mood Indigo" assim me pareceu ao ouví-la por acaso(?) com Armstrong & Ellington.


Com cores natalinas






Chuva sobre flores
formaram poças de tinta

Borboletas desenharam
e coloriram suas asas a gosto

Cobra coral gostou,
pintou e bordou

Tucano megulhou o bico
em uma poça de sol

Mosca azul 
um pingo do céu tomou

Besouro banhou-se
em goteira verde natal

Joaninha saiu de poça vermelha,
foi amparar respingos da rosa negra

Só vaga-lume nas poças não tocou,
com reflexo de tinta verde esmeralda
encantou-se

JRToffanetto

Google Imagens







quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Traço o traço _Poema JRToffanetto


Traço o traço

Estrofe, caríssima estrofe,
corra a pena dos poemas, desfalque-os
no papel que tinta grafa e solve

Em consumação, começo anuncia
dos meus versos simples decalques,
tantos poemas... quero a Poesia

Toda estrela é pingo de luz,
ponto de tinta no papel almaço
antes e depois do que se deduz

Pingo de tinta sobre rima,
instantâneo que não desfaço,
faço traço sobre rímel


JRToffanetto

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Assim disse a Roseira (2)

Assim disse a roseira (1)




Elegantemente, ela se apresentou assim:

- Entre as flores, a rosa é rainha. O Jardineiro é seu consorte. Eu sou filha desse amor divino que todo dia os vê casando-se na Luz.

Disse a roseira:
- A rosa esmagada por uma mão insana mostra quão grandiosa é a força da beleza.
- O Belo, em si, é sua maior defesa. Ela não precisa de defensores. Gloriosos os que pela rosa e seu olor estiverem na linha de frente abrindo caminho com sua pétalas sedosas.
- A Terra, enroscada nos espinhos da haste prende-se ao Céu.
- Os espinhos voltam-se, humildemente pro chão e a rosa se dá para a Luz.
- Espinhos são reminiscência da sarça, e dizem ao Homem que ele também está no fogo do espírito, que sua alma é maior que si próprio e, assim, nele está a Beleza igual a Perfeição.
- Só a Luz contempla o botão velado.
- A Terra precisa da rosa com ou sem espinhos. A rosa não precisa da Terra. Ela veio pela Bondade Maior.
- Suas pétalas são versos que se abrem pra Luz. Eis a filosofia da rosa desde a roseira, desde a haste de espinhos, desde a sarça, e antes mesmo da junção de tres átomos: dois de hidrogênio e um de oxigênio.
- Aprendi com o Jardineiro que a rosa está integrada com o meio e com o Todo, e que isto é tudo. Cada um abrirá ou não suas pétalas à Luz.

JRToffanetto

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

domingo, 18 de dezembro de 2016

reFLEXÃ0 - Experimento Cênico (1) - JRToffanetto Fotografia, 5 imagens

Fotos de experimento pós dramático.
Direção de Cleber Lima - Faccamp
Grupo XIII de Artes Dramáticas
em 17.12.2016

Quase quinhentas fotos com  dezessete atores. As que se seguem, são com Yuri (Ulrich) Toffanetto aqui em destaque. (clique para ampliar)






Haicai #459. Eu em raio xis


Haicai #459


Eu em raio xis,
fotografia da careca
não foi o que quis


JRToffanetto 


sábado, 17 de dezembro de 2016

É do lírio o cultivo da rosa




A rosa não está dentro ou fora dos muros,
está em você

A rosa é pertence
de quem a tiver no coração

É a rosa quem vai para sua morada,
morada do Amor Maior.

Ninguém destaca esta flor da roseira,
Ninguém desta o coração do Homem.

A rosa é de quem a leva para o coração de outrem,
a Morada do Divino

São os lírios quem cultivam a rosa,
os aprendizes do Jardineiro

(JRToffanetto)

Assim disse a roseira


1.
A roseira, por sentir o preúdio dos seus botões velados, segue em cândida e laboriosa meditação à rosa de quem se diz aprendis. Dela auscultei o declame aos que se prendem a um botão de rosa. Nela está a metafísica do belo até pelos seus espinhos. Disse-me do Jardineiro, o Mestre da Luz, e me contou uma história fabulosa conhecida por ela e seu Jardineiro, aquele quem ensina as pessoas retirarem rosas do coração. Quando seus aprendizes o conseguem, tornam-se filósofos, poetas da rosa.

Elegantemente ela se apresentou assim:

(texto em edição. Amanhã eu conto)
JRToffanetto

Nestes dias eternos (1)


Dias da Magnitude
da Realidade do Amor,
da Bondade Maior,
do seu contágio,
do seu calor,

do coração em expansão
(JRtoffanetto)

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Assim disse a orquídea (poema)



Assim disse a orquídea:

- Eu Sou
e vocês não me viram
trouxe-lhes um presente
e vocês não o reconheceram
deixei meu olor para lhes dizer
e vocês não o sentiram
deixei-lhes o Caminho
e vocês não vieram

estou na rosa
nas flores do campo
estou em cada criança que nasce
Eu Sou o Lírio
Eu Sou a Flor de Lótus

Quando souberem do Lírio...
...forem o Lírio...
Os dias serão de Natal

JRToffanetto

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Cidade de Jundiaí e sua gente (1) - 30 Imagens de JRToffanetto

Comemorando seu aniversário, resta lembrar a dúvida de quando os bandeirantes chegaram por aqui: 1615 ou 1651?




























quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Ensaio | Laércio de Freitas | 15/11/2015



Neste programa Fernando Faro recebe Laercio de Freitas que lembra como começou quando conheceu Esmeraldino, Erlon Chaves e da primeira formação do Trio para acompanhar os artistas n TUPI, de quando saiu de campinas e tocava contrabaixo na orquestra de Esmeraldino e de quando tirou segundo lugar no programa "A Grande Chance" de Flavio Cavalcante. Fala de seu apelido "Tio", das recordações da mãe que foi muito importante para sua alfabetização. O Maestro fala de sua primeira composição e sua primeira musica de sucesso "Campim Gordura". Conta de quando voltou para o Brasil e foi trabalhar na boate Flag em Copacabana e quando chamou Emilio Santiago para cantar. Fala de quando trabalhou com Radamés Gnatalli e severino Araújo e que fez arranjos para muitos artistas.

Art Farmer & Jim Hall Quartet - Whisper Not

Nesta manhã de eterno azul


segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

The Rolling Stones - Hate To See You Go

Os bons tempos voltaram com os Stones.
Fica em "Hate To See You Go"



Haicai #457 Da Poesia (em 2014)




Haicai #457
Da Poesia

Beba tudo, agora.
A chuva não vai embora
Co’a flor em secura

JRToffanetto

domingo, 11 de dezembro de 2016

Shirlei Sabbag _Foto & JRToffanetto _poema



Shirlei,
quando o belo nos desafia,
a arte cumpre sua função.
Um registro
Instantâneo do Absoluto
Abrindo estado para o Sentir
Sentir
Pertence de todos nós
Tudo cabe e nada cabe
Enlevação faz morada
Imagem eternizada
Pintura fotográfica
em tinta fresca do ar da noite
Noite fronteiriça à imensidão
A infinitude passou
Clict
Translúcida
Presença Infinita
(JRToffanetto)


Renaissance - Opening Out

Uma das marcas mais sutis na música da geração setenta


sábado, 10 de dezembro de 2016

Freddie King _Let The Good Times Roll

Come  on (Let The Good Times Roll) -
Álbum Burglar, 1974


sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Pat Martino - Exit

Som na caixa
ou em fones de ouvido

Pat Martino, guitarra; Gil Godstein, piano acústico;
Richard Davis, baixo; Billy Hart, bateria.

Lancaster Ferreira _Blues Samba

"Brazilian Blues Sensation"
Pura elegância sonora musical

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Intervenção Performática na Avenida Paulista, 07/12/2012



 Em tumular silêncio, faziam alguma oração de excomungados:
"Oh sacrílega Casa da Moeda, olhai por nós devedores, já agora, pois só nos resta comer o pão que  em nós amassou, sovou, imolando-nos sem descanso. Mas... seja feita sua vontade pois já não temos nenhuma. Vivemos o inferno de cada dia, desde sempre, mas não nos deixeis virar cerâmica, e muito menos louças com desenhos da belle époque paulistana, pois no fim das contas somos seres reai$, apenas criaturas de carne e osso que já não aguenta mais tanta sofrência assim. 
Jairo Ramos Toffanetto