domingo, 21 de maio de 2017

Heinrich Heine

Heinrich Heine - poemas (bilíngue)

Não entro nessa dança, não incenso
Os ídolos de ouro e pés de barro;
Tampouco aperto a mão desse masmarro
Que me difama e distribui dissenso.

Não galanteio a linda rapariga
Que ostenta sem pudor suas vergonhas;
Nem acompanho as multidões medonhas
Que adoram seus heróis de meia-figa.

Eu sei: carvalhos têm que desabar,
Enquanto o junco se abaixando espera
Passar o vento forte da intempérie.

Mas do que pode um junco se orgulhar?
Tirar poeira de capacho ao sol,
Curvar-se para a linha de um anzol.
*
Ich tanz nicht mit, ich räuchre nicht den Klötzen,
Die außen goldig sind, inwendig Sand;
Ich schlag nicht ein, reicht mir ein Bub die Hand,
Der heimlich will den Namen mir zerfetzen.

Ich beug mich nicht vor jenen hübschen Metzen,
Die schamlos prunken mit der eignen Schand;
Ich zieh nicht mit, wenn sich der Pöbel spannt
Vor Siegeswagen seiner eiteln Götzen.

Ich weiß es wohl, die Eiche muß erliegen,
Derweil das Rohr am Bach, durch schwankes Biegen,
In Wind und Wetter stehn bleibt, nach wie vor.

Doch sprich, wie weit bringt’s wohl am End’ solch Rohr?
Welch Glück! als ein Spazierstock dient’s dem Stutzer,
Als Kleiderklopfer dient’s dem Stiefelputzer.
Heinrich Heine, Poeta dos contrários, [introdução e tradução André Vallias].
São Paulo: Editora Perspectiva, 2011, p. 288-289.

The Drifter - Clarence Gatemouth Brown with Carlos Santana at the Montreux 2004

blues rock marius


Canned Heat - Clarence Gatemouth Brown - Live at Montreux


(1973)

sábado, 20 de maio de 2017

Dóris Monteiro e Miltinho




Faixa do Álbum: " Dóris, Miltinho e Charme" de 1970.
Pot-pourri das músicas:
Preciso Aprender A Ser Só - Marcos Valle e Paulo Sérgio Valle
Duas Contas - Garoro
Este Seu Olhar - Tom Jobim
O Que Eu Gosto De Você - Silvio César
Você - Roberto Menescal e Ronaldo Bôscoli

Com Que Roupa / Se Você Jurar - Elza Soares & Miltinho

Com Que Roupa, composição de Noel Rosa
Se Você Jurar, composição de Ismael Silva

Keith Jarrett _The Survivors' Suite Beginning



Haicai #481 "Sê Incondicional"

Sê Incondicional
Haicai #481
Se Lá Sê Si.
Lá. O Silêncio
revela a nota em si
JRToffanetto

Miroslav Vitous - Epilogue


(do mesmo álbum postagem anterior)

Por Miroslav Vitous _Freedom Jazz Dance


Miroslav Vitous - Bass
John McLaughlin - Guitar
Joe Henderson - T.Saxophone
Herbie Hancock - E.Piano
Jack DeJohnette - Drums

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Doce sombrinha. Haicai #582


Haicai #582
A sombrinha,
do guarda-da-chuva
 é sobrinha,
uma gracinha
(JRToffanetto)


quarta-feira, 17 de maio de 2017

À flor da pele. Haicai #282.


À flor da pele. Haicai #282.
Poesia,
Fogo Perpétuo
do Verbo, transitivo
à flor da pele 
JRToffanetto

Em Aurora Celeste. Haicai #280


Em Aurora Celeste. Haicai #280

Na derradeira noite,
Vida ascende aurora celeste
JRToffanetto

domingo, 14 de maio de 2017

Da cor do amor de mãe


Flor de abóbora, Google Imagens







Eflúvio de abóbora

(Da cor do amor de mãe)

Um cheiro, um instantâneo a evocar memórias longínquas ou, independentemente delas, remetem-no, por sua vez, a reflexões e imagens adjacentes a você.

Gosto de ouvir guarda-chuva sob chuva leve. A pouco, abri-o e fiz uma caminhada pelo bairro. Atravessando certa rua, sou tomado por um eflúvio de doce abóbora, por uma mãe com uma colher na panela sobre o fogão acertando o ponto do doce, o ponto do amor de mãe. Dela se aproxima uma criança lhe  pedindo uma colherada.

Gosto abóbora, fios de coco queimado, cravo e canela, açúcar em calda... uma felicidade. E ela o faz para que todos, provando doce prazer até ao céu da boca, sintam-se felizes. Nem conta com um “obrigado”, um reconhecimento qualquer, um comentário passageiro que for. Faze-o por encanto, por pura doação.

Mais tarde, ainda tomado por aquele eflúvio de amor de mãe, mãe de todos nós,  volto por aquela rua tentando adivinhar de que casa ele saíra. Tola, curiosidade, pensei eu, mesmo assim, vou pro meio da rua no ponto onde o sentira horas atrás e vejo uma casa pintada na cor-de-abóbora mas, horas atrás não havia nenhuma casa naquela cor. Mas que estava pintava na cor de abóbora, ah se estava.

Segui adiante, dobrei uma esquina, fui ao fim da rua, outra esquina... bem, achei de olhar pra trás. O asfalto, as casas, as pessoas, tudo, nada era da cor abóbora, mas que estavam da cor do amor de mãe, ah estavam.

(JRToffanetto)

Bruno Sanfilippo _Piano Textures

Bruno Sanfilippo


sábado, 13 de maio de 2017

Baker Gurvitz Army _Inside Of Me


Baker Gurvitz Army _Help Me



Na Terra do Mamão Papaia

Tive vontade de pular o muro pra minha primeira aula no terreno do mamão papaia, mas eu já estava do outro lado da calçada onde tudo me era uma só oficina e, assim, descobri que estava sob um pé do mesmo mamoeiro crescido na frente de um supermercado em canteiro de jardim. Veja-o na segunda foto abaixo.  (JRT)



sexta-feira, 12 de maio de 2017

Intimidade. Haicai #85


Haicai #85. Intimidade
 Da Grandiosidade
flores exalam intimidade
JRToffanetto

Em um supermercado em Vila Arens

quinta-feira, 11 de maio de 2017

Haicai #577


Haicai #577

A vida é um rio 
a caminho do mar.
JRToffanetto

Google Imagens

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Guarda-sol. Haicai #581



Haicai #581


Guarda-sol
guarda mesmo é sombra

(JRToffanetto)

Fly Me To The Moon - Ed Motta e Adyel Silva - 29/01/11




Fly Me To The Moon - Ed Motta e Adyel no show Johnny Alf entre amigos no SESC V. Mariana/SP em 29/01/11)


domingo, 7 de maio de 2017

Izzy Gordon - Ensaio - "De cada lado"



O planeta da Paciência tem nome (Poema JRT)


Cabras batalham nos alpes italianos; Foto: The Grosby Group

O planeta da Paciência tem nome

A Poesia
no firmamento estelar trazendo cores de sonho
ao dia que nasce e cresce
com
casas de janelas abertas, portões escancarados
camélias nas calçadas por cima do muro
com
pés de romã no quintal, canteiros de flores e temperos
Ah
araponga fechando a mata em silencio
anunciando, tão perto, chuva serena ao longe.
Olha
com o espelho do tempo esculpindo fronte,
tanto céu aberto, chuvas e trovões
Tempestades...
já dei tantos nomes ao nosso Planeta Azul...

O planeta da Paciência tem nome,

chama-se Poesia.

(JRToffanetto)

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Roupas nos varais. Haicai #52. (FotoJRT)


Haicai. #52
 Roupas nos varais
são poemas estendidos,
abertos ao sol
(JRToffanetto)



domingo, 30 de abril de 2017

JRToffanetto _Do rio se encontrando com o mar (poema)


Do rio se encontrando com o mar

No rio da vida
todos molham os calcanhares

Linhas em folha de papel,
margens de rio a fluir ideias símbolos
Lua, claridade branca,
Imutável sobre rio que vai

Quem da lua sabe
correnteza não engolfa,
passa pelo peito de águas calmas

Peixes de soneto perfume às mãos vazias,
nutrientes versos formam, precisos.
e voltam ao rio sob lua serena

Por não trazer redes ou fisgas,
barquinho sabe das águas que correm,
que peixes extratosféricos
pulularão dentro e fora ele sabe

E ele que fora só pra ficar com a lua.
Lua,
a mesma ao fim da rua,
ao fim da lua

mas
se à margem volta é porque
compartilhar é preciso,
todo santo dia de sol e lua

Pra quem gosta de peixe,
eis o sagrado ofício
do rio se encontrando com o mar.

(JRToffanetto)

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Clarice Lispector _Precisão


Clarice Lispector (1920-1977)

PRECISÃO
(Clarisse Lispector)
O que me tranquiliza
é que tudo o que existe,
existe com uma precisão absoluta.
O que for do tamanho de uma cabeça de alfinete
não transborda nem uma fração de milímetro
além do tamanho de uma cabeça de alfinete.
Tudo o que existe é de uma grande exatidão.
Pena é que a maior parte do que existe
com essa exatidão
nos é tecnicamente invisível.
O bom é que a verdade chega a nós
como um sentido secreto das coisas.
Nós terminamos adivinhando, confusos,
a perfeição.

Haicai #576. A Manhã


Haicai #576
A Manhã
Há manhã, hoje e
amanhã. (JRToffanetto)


domingo, 23 de abril de 2017

Diana Krall - Fly me to the moon (Bart Howard)

Noite de domingo para sonhar.

Herbie Hancock - Ready or not

Funk e de linguagem dançante desconhecida ao formato "funk" dos dias de hoje. Hancock, emergido do grupo de Miles Davis. Sua discografia inclui discos voltados para o Jazz assim como alguma incursões pelo Funsion, Funl e Música Clássica.


Nino Rota - Music for the films of Federico Fellini



quinta-feira, 20 de abril de 2017

Vapores. Haicai #574


Vapores. Haicai #574
Folhas outonais ao vento
pedra fria ampara. Sem necrose,
beijam lábios as pétalas caídas.
JRToffanetto

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Decalques. Haicai #574


Decalques. Haicai #574
Luzes da manhã
sobre o que estava  no escuro.
Decalques noturnos
JRToffanetto

terça-feira, 18 de abril de 2017

Quem ama e quem odeia - Você é do céu ou do inferno?


por Yung Gautama em 25/12/2010





Você é do céu ou do inferno?

Quem ama escolhe o caminho da evolução

Quem odeia come com o garfo do diabo

Um explode, o outro é longânime
Um é chaga, o outro é bálsamo
Um sofre de hemorroidas, o outro pode com pimenta

Um é sem sal, o outro é bem temperado
Um só vê a si mesmo, não enxerga o outro, tudo maldiz, o outro valoriza o que ama

JRTofanetto
Março de 2012

ADONIRAN BARBOSA - PRAÇA DA SÉ



segunda-feira, 17 de abril de 2017

Lua da Boca do Sertão


Lua da Boca do Sertão
Haicai  #573
Pulo na eternidade,
a Lua se põe a nos chamar
no céu da cidade
(JRToffanetto)

domingo, 16 de abril de 2017

Trio Rypdal Vitous Gurtu [FULL CONCERT] 1995 Live in Stuttgart


Yuri (Ulrych) N. Toffanetto, soneto "Por onde tem andado a humanidade" + comentário JRT


Com controle instintivo ele vê, liga
Sobe na cabeça o radar ansiante
Sem muita interferência ele crê, briga
Sintonizado consigo ambulante.

Trilha paisagem no falso sorriso
Que não O Caminho não te encaminho
Mostra paisagem cadafalso liso
Chove sentença oh derramado vinho

Esperta armadilha joga o malandro
Sorriso aluguel encontra o meandro
Queijos e ratos focinhos sangrando

Mas amor ao ódio tem história, enredo
Deuses aniquilam pulgas com dedo
Satisfação otária tende ao caos medo

(Yuri Ulrich)

Comentário:
Gostei, Yuri Ulrich do seu decassilábico por onde anda a humanidade. Convicto dos princípios eternos e das virtudes, compreendo o poeta expressando-a pela feição sócio-psycho-cultural sentida do ontem/hoje. Um raio-X da navalha na carne. Destaco, entre outros, o verso “Chove sentença oh derramado vinho”. O presente dela está noutro lugar “Que não O Caminho não te encaminho”. Rege-a razões que não são daqui. O futuro cá está: Um Mundo Bem Melhor. Folgo em saber que você possa senti-lo, tanto quanto ordená-lo artisticamente com lancinante surreal simbólico. (JRToffanetto)

Mooca por Vini Ancetti, Fotógrafo + Samba de Adoniran Barbosa

Bairro da Mooca em São Paulo/SP



Mischa Maisky plays Bach Cello Suite No.1 in G (full)



sexta-feira, 14 de abril de 2017

Sexta-Feira Santa

Estrelado de galáxias dentro e fora de nós e...
Tōru Takemitsu: A Way a Lone II (1981)
Tokyo Metropolitan Symphony Orchestra
diretta da Ryusyke Numajiri

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Santo Dia. Haicai #571


Santo Dia
Haicai #571
Perde-se a Poesia,
a Vida que vale a pena,
todo Santo Dia
(JRToffanetto)

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Valsa Adoniran - Copinha - "Chorinho neles, "Copinha" neles, ora pois.

O Youtube tem retirado muitos vídeos do meu blog, especialmente os estrangeiros. Começou com o MCE há uns dois ou três anos, requerendo aceitação de termo. Como o meu blog não é comercial, ou apenas de compartilhamento da minha criação artística e das músicas que me tocam, achei absurdo tal disposição imposta a mim dentro do mesmo saco, afinal trata-se de divulgação cultural. Embora por duas vezes eu deixasse claro minhas intenções, minha mensagem não foi identificada pelo mesmo rastreador, daqueles que não sabem ler.Tudo bem, pensei eu, e comecei colocar "link" de acesso para aqueles que quisessem acesso. O mesmo não ocorria com os EUA, mas hoje vejo o mesmo se sucedendo lá e, incompreensivelmente com vídeos aqui do meu país. Por fim decidi ocupar espaço com meus, poemas, fotos, crônicas..., mas agora vejo que o mesmo ignorante robô (muito burro), foi mexer até com o Copinha, um grande mestre do Choro, e que para mim, ele é mais do que isto, é um mestre da delicadeza como a maioria dos compositores deste gênero brasileiro que nos remete à pureza de ser e estar enquanto povo e com cultura própria. Aqui segue o meu repúdio. No que estamos nos tornando, ou melhor, o que permitimos que façam e desfaçam com o que nos é mais caro? Vivemos, pois, uma época escura. "Chorinho" neles, Copinha neles, ora pois. (JRToffanetto)


domingo, 9 de abril de 2017

Haicai #59. Resultante


Haicai 
#59.“Resultante”
Cérebro subtraído
onde tudo multiplica
o Indivisível
JRtoffanetto

sexta-feira, 7 de abril de 2017

A poeira os tempos. #Haicai #393


Haicai #393.
 Eventos chuvosos
 desmancham barranco
da poeira dos tempos
JRToffanetto

quinta-feira, 6 de abril de 2017

A chuva (fotopoema úmido)


A chuva
(fotopoema úmido)

sentimento úmido
anfíbio
caldo primordial
em mim
a chuva
sobre o para-brisa
aos olhos
sobre nós
até os ossos


JRToffanetto


Carole King - You've Got a Friend

(Você tem um amigo)


quarta-feira, 5 de abril de 2017

Haicai #475. Amor Sem Pechincha


Haicai #475.
Amor Sem Pechincha

Amor não tem preço
ao valer por uma vida
de eterno começo
(JRToffanetto)

terça-feira, 4 de abril de 2017

Carole King - I Feel The Earth Move


McCoy Tyner Trio - When Sunny Gets Blue



O menino e tardes vazias


O menino e as tardes vazias

Desde menino sinto as sombras das árvores cobrindo as calçadas em remansos de paz.

Tantas tardes radiantes sobre a cidade... tantas sombras, tantas brisas frescas...

mas hoje, eu outonado, entrevi-me em pássara nota musical,

pois aquele menino sempre fora outonal.

(JRToffanetto)

sábado, 1 de abril de 2017

Receita do Amor

Receita do Amor
(Remédio do Dr. Ramos IV)

Não existe receita do amor e há um só remédio: Amar, Amar e Amar. Quem acha que amor é só sexo não está de todo errado. Que ama casa-se com a aurora e, à noitinha, com todas as estrelas que seus olhos tocam.  Indicação de uso: basta retirar o invólucro que o reveste, rótulos, máscaras... tudo, e deixe o coração - seu sol - irradiar a gosto. Para quem só acredita em remédio que venha dentro de vidro, beba do azul do céu até entortar o gargalo. Porres do azul do céu podem ser tomados à vontade. Comprovado que ninguém fica xarope por isto. Sintomas: Sentir-se andando nas nuvens é o que todos esperam do Amor, pois então, deite e role, Observado que muitas pessoas sentem certa vibração dentro do peito. É o coração se expandindo do meio ambiente interno para o externo. Quanto assim  sua ação ocorr por contágio, deixe-o disseminar-se à vontade. Contra-indicação: nenhuma, pois só faz bem para sua saúde física, mental, espiritual, social, profissional, e assim por diante, pois atua no todo. Recomendação 1: não tome amor rotulado "genérico", isto é paixão, "fique", pois, com o Verdadeiro Amor, e quando o encontrar faça aliança. A Fórmula é sobre-humana, o laboratório também. (JRToffanetto)

Há manhã

Há manhã, hoje e
amanhã(JRToffanetto)

Foto na Chácara Urbana, Jundiaí/SP