domingo, 28 de maio de 2017

sábado, 27 de maio de 2017

Paisagem noturna _fotoJRToffanetto



14 Bis Linda Juventude (Lêtra)

Nossa linda juventude... Claro como o sol




Zabelê, Zumbi, Besouro

Vespa fabricando mel
Guardo teu tesouro
Jóia marrom
Raça como nossa côr...



Nossa linda juventude
Página de um livro bom
Canta que te quero
Cais e calor
Claro como o sol raiou
Claro como o sol raiou...



Maravilha, juventude
Pobre de mim, pobre de nós
Via Láctea, brilha por nós
Vidas pequenas na esquina...



Fado, sina, lei, tesouro
Canta que te quero bem
Brilha que te quero
Luz andaluz
Massa como o nosso amor...



Nossa linda juventude
Página de um livro bom
Canta que quero cais e calor
Claro como o sol raiou
Claro como o sol raiou...



Maravilha, juventude
Tudo de mim, tudo de nós
Via Láctea, brilha por nós
Vidas bonitas da esquina...



Zabelê, Zumbi, Besouro
Vespa fabricando mel
Guardo teu tesouro
Jóia marrom
Raça como nossa côr...



Nossa linda juventude
Página de um livro bom
Canta que te quero
Cais e calor
Claro como o sol raiou
Claro como o sol raiou...

Sono de Pedra _fotoJRToffanetto



domingo, 21 de maio de 2017

Heinrich Heine

Heinrich Heine - poemas (bilíngue)

Não entro nessa dança, não incenso
Os ídolos de ouro e pés de barro;
Tampouco aperto a mão desse masmarro
Que me difama e distribui dissenso.

Não galanteio a linda rapariga
Que ostenta sem pudor suas vergonhas;
Nem acompanho as multidões medonhas
Que adoram seus heróis de meia-figa.

Eu sei: carvalhos têm que desabar,
Enquanto o junco se abaixando espera
Passar o vento forte da intempérie.

Mas do que pode um junco se orgulhar?
Tirar poeira de capacho ao sol,
Curvar-se para a linha de um anzol.
*
Ich tanz nicht mit, ich räuchre nicht den Klötzen,
Die außen goldig sind, inwendig Sand;
Ich schlag nicht ein, reicht mir ein Bub die Hand,
Der heimlich will den Namen mir zerfetzen.

Ich beug mich nicht vor jenen hübschen Metzen,
Die schamlos prunken mit der eignen Schand;
Ich zieh nicht mit, wenn sich der Pöbel spannt
Vor Siegeswagen seiner eiteln Götzen.

Ich weiß es wohl, die Eiche muß erliegen,
Derweil das Rohr am Bach, durch schwankes Biegen,
In Wind und Wetter stehn bleibt, nach wie vor.

Doch sprich, wie weit bringt’s wohl am End’ solch Rohr?
Welch Glück! als ein Spazierstock dient’s dem Stutzer,
Als Kleiderklopfer dient’s dem Stiefelputzer.
Heinrich Heine, Poeta dos contrários, [introdução e tradução André Vallias].
São Paulo: Editora Perspectiva, 2011, p. 288-289.

The Drifter - Clarence Gatemouth Brown with Carlos Santana at the Montreux 2004

blues rock marius


Canned Heat - Clarence Gatemouth Brown - Live at Montreux


(1973)

sábado, 20 de maio de 2017

Dóris Monteiro e Miltinho




Faixa do Álbum: " Dóris, Miltinho e Charme" de 1970.
Pot-pourri das músicas:
Preciso Aprender A Ser Só - Marcos Valle e Paulo Sérgio Valle
Duas Contas - Garoro
Este Seu Olhar - Tom Jobim
O Que Eu Gosto De Você - Silvio César
Você - Roberto Menescal e Ronaldo Bôscoli

Com Que Roupa / Se Você Jurar - Elza Soares & Miltinho

Com Que Roupa, composição de Noel Rosa
Se Você Jurar, composição de Ismael Silva

Keith Jarrett _The Survivors' Suite Beginning



Haicai #481 "Sê Incondicional"

Sê Incondicional
Haicai #481
Se Lá Sê Si.
Lá. O Silêncio
revela a nota em si
JRToffanetto

Miroslav Vitous - Epilogue


(do mesmo álbum postagem anterior)

Por Miroslav Vitous _Freedom Jazz Dance


Miroslav Vitous - Bass
John McLaughlin - Guitar
Joe Henderson - T.Saxophone
Herbie Hancock - E.Piano
Jack DeJohnette - Drums

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Doce sombrinha. Haicai #582


Haicai #582
A sombrinha,
do guarda-da-chuva
 é sobrinha,
uma gracinha
(JRToffanetto)


quarta-feira, 17 de maio de 2017

À flor da pele. Haicai #282.


À flor da pele. Haicai #282.
Poesia,
Fogo Perpétuo
do Verbo, transitivo
à flor da pele 
JRToffanetto

Em Aurora Celeste. Haicai #280


Em Aurora Celeste. Haicai #280

Na derradeira noite,
Vida ascende aurora celeste
JRToffanetto

domingo, 14 de maio de 2017

Da cor do amor de mãe


Flor de abóbora, Google Imagens







Eflúvio de abóbora

(Da cor do amor de mãe)

Um cheiro, um instantâneo a evocar memórias longínquas ou, independentemente delas, remetem-no, por sua vez, a reflexões e imagens adjacentes a você.

Gosto de ouvir guarda-chuva sob chuva leve. A pouco, abri-o e fiz uma caminhada pelo bairro. Atravessando certa rua, sou tomado por um eflúvio de doce abóbora, por uma mãe com uma colher na panela sobre o fogão acertando o ponto do doce, o ponto do amor de mãe. Dela se aproxima uma criança lhe  pedindo uma colherada.

Gosto abóbora, fios de coco queimado, cravo e canela, açúcar em calda... uma felicidade. E ela o faz para que todos, provando doce prazer até ao céu da boca, sintam-se felizes. Nem conta com um “obrigado”, um reconhecimento qualquer, um comentário passageiro que for. Faze-o por encanto, por pura doação.

Mais tarde, ainda tomado por aquele eflúvio de amor de mãe, mãe de todos nós,  volto por aquela rua tentando adivinhar de que casa ele saíra. Tola, curiosidade, pensei eu, mesmo assim, vou pro meio da rua no ponto onde o sentira horas atrás e vejo uma casa pintada na cor-de-abóbora mas, horas atrás não havia nenhuma casa naquela cor. Mas que estava pintava na cor de abóbora, ah se estava.

Segui adiante, dobrei uma esquina, fui ao fim da rua, outra esquina... bem, achei de olhar pra trás. O asfalto, as casas, as pessoas, tudo, nada era da cor abóbora, mas que estavam da cor do amor de mãe, ah estavam.

(JRToffanetto)

Bruno Sanfilippo _Piano Textures

Bruno Sanfilippo


sábado, 13 de maio de 2017

Baker Gurvitz Army _Inside Of Me


Baker Gurvitz Army _Help Me



Na Terra do Mamão Papaia

Tive vontade de pular o muro pra minha primeira aula no terreno do mamão papaia, mas eu já estava do outro lado da calçada onde tudo me era uma só oficina e, assim, descobri que estava sob um pé do mesmo mamoeiro crescido na frente de um supermercado em canteiro de jardim. Veja-o na segunda foto abaixo.  (JRT)



sexta-feira, 12 de maio de 2017

Intimidade. Haicai #85


Haicai #85. Intimidade
 Da Grandiosidade
flores exalam intimidade
JRToffanetto

Em um supermercado em Vila Arens

quinta-feira, 11 de maio de 2017

Haicai #577


Haicai #577

A vida é um rio 
a caminho do mar.
JRToffanetto

Google Imagens

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Guarda-sol. Haicai #581



Haicai #581


Guarda-sol
guarda mesmo é sombra

(JRToffanetto)

Fly Me To The Moon - Ed Motta e Adyel Silva - 29/01/11




Fly Me To The Moon - Ed Motta e Adyel no show Johnny Alf entre amigos no SESC V. Mariana/SP em 29/01/11)


domingo, 7 de maio de 2017

Izzy Gordon - Ensaio - "De cada lado"



O planeta da Paciência tem nome (Poema JRT)


Cabras batalham nos alpes italianos; Foto: The Grosby Group

O planeta da Paciência tem nome

A Poesia
no firmamento estelar trazendo cores de sonho
ao dia que nasce e cresce
com
casas de janelas abertas, portões escancarados
camélias nas calçadas por cima do muro
com
pés de romã no quintal, canteiros de flores e temperos
Ah
araponga fechando a mata em silencio
anunciando, tão perto, chuva serena ao longe.
Olha
com o espelho do tempo esculpindo fronte,
tanto céu aberto, chuvas e trovões
Tempestades...
já dei tantos nomes ao nosso Planeta Azul...

O planeta da Paciência tem nome,

chama-se Poesia.

(JRToffanetto)

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Roupas nos varais. Haicai #52. (FotoJRT)


Haicai. #52
 Roupas nos varais
são poemas estendidos,
abertos ao sol
(JRToffanetto)